-Objetivos- -Coleções- -Glossário- -Artigos- -Reportagens- -Notícias- -Universo da Filatelia- -Informações- -Peças Filatélicas- -Material Filatélico- -Mercado Virtual- -Bibliografia- -Aceita um cafezinho?- -Contato- -Home-

03 de dezembro de 2013


20 - NATAL 2013 - Selo com tarifa 1º porte nacional não comercial

20 - NATAL 2013 -Tarifa 1º porte nacional não comercial

20 - NATAL 2013 - Bloco Tarifa 2º porte nacional com registro e AR
Imagem provisória

20 - NATAL 2013R
Carimbo comemorativo de 1º dia de circulação
SOBRE OS SELOS

Os selos assinalam o Natal da personagem Mônica no ano do cinquentenário da personagem. Em um deles, a Mônica e o Cebolinha estão vestidos de Mamãe e Papai Noel e, do interior de um saco de presentes, Cebolinha deseja à Mônica, amigavelmente, ‘boas festas’ e a presenteia com o seu tradicional coelho azul, excepcionalmente intacto, que segura um outro presente. A cena reproduz harmonia, fraternidade e alegria, em uma trégua especial para o Natal, na eterna relação de coelhadas e beijos dos personagens. As cores utilizadas são tipicamente natalinas: verde, azul, amarelo, com a predominância do vermelho. As margens do selo são parcialmente alteradas por sinuosas curvas provenientes de alguns elementos do desenho, em um efeito que faz com que os personagens pareçam sair de dentro da imagem. O outro selo, na cor vermelha com detalhes brancos, apresenta a personagem Mônica, que, apoiada sobre o laço de presente, deseja a todos, de forma graciosa, espontânea e infantil, ‘boas festas’. As bordas acompanham o formato triangular do desenho, no sentido diagonal. Assim, quando o selo é aplicado bem próximo às bordas, parece que o envelope está embrulhado para presente. As técnicas utilizadas foram desenho a lápis, arte-final a nanquim, arte-final digital e colorização digital.

SOBRE O BLOCO

A imagem do bloco traz uma abóbada celeste iluminada pela presença do Menino Jesus, que irradia estrelas que caem sobre a Terra, representada pelo desenho, na cor verde, que faz alusão a uma árvore de Natal e por pessoas, de mãos dadas, de diversas nacionalidades e culturas, em união fraternal. A técnica utilizada foi ilustração vetorial.

DETALHES TÉCNICOS - Selos

Edital nº 20 Artes: Mauricio de Sousa Processo de Impressão: ofsete Folha: Mônica e Cebolinha: 30 selos Lacinho: 30 selos Papel: cuchê autoadesivo Valor facial: Mônica e Cebolinha: 1º Porte Carta Não Comercial Lacinho: 1º Porte Carta Comercial Tiragem: Mônica e Cebolinha: 1.500.000 selos Lacinho: 2.250.000 selos Área de desenho: 33mm x 33mm Dimensão do selo: 38mm x 38mm (formato diferenciado) Picotagem: semi-corte Data de emissão: 2/12/2013 Locais de lançamento: em todas as DR's Impressão: Casa da Moeda do Brasil Prazo de comercialização pela ECT: até 31 de dezembro de 2016 (este prazo não será considerado quando o selo bloco for comercializado como parte integrante das coleções anuais, cartelas temáticas ou quando destinado para fins de elaboração de material promocional)

DETALHES TÉCNICOS - Bloco

Edital nº 20 Arte: Thereza Regina Barja Fidalgo Processo de Impressão: Ofsete + Hot Stamping Bloco com 2 selos Papel: Cuchê gomado Valor facial: R$ 4,15 cada selo Tiragem: 150.000 blocos Área de desenho: 44mm x 44mm (formato de coração) Dimensões do selo: 44mm x 44mm (formato de coração) Dimensão do bloco: 137mm x 85mm Picotagem: 11 x 11 Data de emissão: 2/12/2013 Locais de lançamento: em todas as DR's Impressão: Casa da Moeda do Brasil Prazo de comercialização pela ECT: até 31 de dezembro de 2016 (este prazo não será considerado quando o selo/bloco for comercializado como parte integrante das coleções anuais, cartelas temáticas ou quando destinado para fins de elaboração de material promocional).

--------------------------------------------------------------
Texto descritivo do Edital
Natal, festa do amor e da fraternidade

A festa cristã do Natal contém uma mensagem universal e não há quem não se deixe tocar por ela. Conclama a humanidade a experimentar o amor gratuito de Deus, que nos dá o seu Filho como salvador e libertador. Ao mesmo tempo, exorta homens e mulheres a viverem a fraternidade e a paz. Esta mensagem encontra-se no cântico que o coro angélico entoou ao anunciar aos pastores a boa notícia do nascimento de Jesus: “Glória a Deus no mais alto dos céus, e na terra, paz aos que são de seu agrado” (Lc 2,14).

O Natal foi celebrizado pelo presépio que retrata de maneira singela e profunda o mistério da encarnação de Deus. Dentre as muitas lições que nos dá ganham destaque a da pobreza e da simplicidade. O presépio revela com rara beleza e intensidade a verdade de nossa fé afirmada por São Paulo: “Cristo, existindo em forma divina, não se apegou ao ser igual a Deus, mas despojou-se, assumindo a forma de escravo e tornando-se semelhante ao ser humano” (Fl 2,6).

Ao fazer-se carne e armar sua tenda entre nós (cf. Jo 1,14), o Filho de Deus nos torna irmãos e irmãs uns dos outros. As divisões, as guerras, o ódio, a competição e a violência são, portanto, realidades que contradizem a mensagem do Natal porque ferem de morte o outro, que é nosso irmão. No cumprimento de sua missão, peregrinando por toda a Palestina, Jesus mostrou que não se constrói a fraternidade sem o amor e sem o respeito ao irmão.

O obstáculo à fraternidade vem da sede pelo poder, pela fama, pelo dinheiro, pelo prestígio, pela riqueza. Quem traz algum destes sentimentos em seu coração jamais olhará o outro como seu irmão, mas como um concorrente que precisa ser eliminado. Está posta, então, a intransponível barreira à fraternidade.

O amor fraterno, ensinado por Jesus e recordado em cada Natal que celebramos, precisa encontrar espaço no coração humano. Somente a sua prática nos levará a concretizar o fraterno gesto de servir os irmãos, como recomenda o evangelho: “Sabeis que os que são considerados chefes das nações as dominam e os seus grandes fazem sentir seu poder. Entre vós não deve ser assim. Quem quiser ser o maior entre vós seja aquele que vos serve” (Mc 10,42-43).

A vivência de um amor que se traduza no serviço ao outro e na experiência da pobreza e da simplicidade é o caminho mais curto e mais eficaz para a fraternidade. É isso que nos ensina o Natal e está ao alcance de todos.

Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida/SP
Presidente da CNBB
Natal da Mônica

A filha mais famosa de Mauricio de Sousa nas histórias em quadrinhos completa 50 anos de vida em 2013, mas ainda com corpinho de 7! Mônica, que não deixará de ser uma criança na memória de seus leitores, sempre comemorou e comemora o Natal em meio às tantas histórias que protagoniza.

A personagem é praticamente a primeira-dama do quadrinho brasileiro, com todos os títulos que ostenta: em 2007, nomeada Embaixadora do UNICEF – a única personagem fictícia no mundo a ostentar esse título; no ano seguinte, a dentucinha se tornou Embaixadora do Turismo Brasileiro, e, em 2009, virou Embaixadora da Cultura do Brasil.

Nas comemorações de Natal da Mônica é fundamental a sua turma de amigos, inclusive o Sansão, inseparável coelhinho azul que a acompanha desde sua primeira aparição, em 3 de março de 1963, numa tira de jornal. Eles expressam alegria, fraternidade e amizade, apesar, é claro, das peculiaridades no convívio desses personagens.

O Natal sempre esteve muito presente nas aventuras da Turma da Mônica. Não fosse o companheirismo, a solidariedade e o amor, Cebolinha, Magali, Cascão, Anjinho, Franjinha, Bidu e tantos outros não estariam juntos por tanto tempo, em dezenas de histórias em quadrinhos publicadas em suas revistas, como também em desenhos animados.

Essa convivência de décadas trouxe, também, a partir de 2008, a Mônica e seus amigos na versão adolescente: A Turma da Mônica Jovem, que se tornou o maior sucesso editorial do mercado brasileiro de quadrinhos nos últimos 30 anos, confirmando que a vivência de um amor fraterno mantém firme e sólida a base de relacionamentos, assim como é o espírito do Natal.

Um dos desenhos animados da Mônica e sua Turma sobre o Natal se tornou um clássico, ao ser exibido na televisão aberta, nos anos 1970, cuja música simboliza verdadeiro voto: Feliz Natal pra Todos.

Mauricio de Sousa
--------------------------------------------------------------
Veja a íntegra do Edital (Arquivo .pdf)

Edital 20 - 2013
Natal - 2013
--------------------------------------------------------------
Alguns dos temas ilustrados pelas peças

Natal, histórias infantis, religião

--------------------------------------------------------------
Peças Filatélicas

20 - NATAL 2013 - Selo com tarifa 1º porte nacional não comercial
Quadra com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 -Tarifa 1º porte nacional não comercial
Quadra com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 - Bloco
Bloco com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 - Selo com tarifa 1º porte nacional não comercial
Envelope comemorativo de 1º dia de circulação - FDC

20 - NATAL 2013 -Tarifa 1º porte nacional não comercial
Envelope comemorativo de 1º dia de circulação - FDC

20 - NATAL 2013 -Bloco
Envelope comemorativo de 1º dia de circulação - FDC

20 - NATAL 2013 - Selo com tarifa 1º porte nacional não comercial
Envelope circulado com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 -Tarifa 1º porte nacional não comercial
Envelope circulado com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 - Selo com tarifa 1º porte nacional não comercial
Envelope circulado, registrado, com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 -Tarifa 1º porte nacional não comercial
Envelope circulado, registrado, com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação

20 - NATAL 2013 - Bloco Tarifa 2º porte nacional com registro e AR
Envelope circulado, registrado, com carimbo comemorativo de 1º dia de circulação
--------------------------------------------------------------
Próxima Série: Clique no título.
20a - Aerogramas de Natal (12/12)
Série Anterior: Clique no título.
19 - Centenário do Nascimento de Vinicius de Moraes
Voltar para o Indice do Album 2013
Desenvolvimento: João Alberto Correia da Silva