-Objetivos- -Coleções- -Glossário- -Artigos- -Reportagens- -Notícias- -Universo da Filatelia- -Informações- -Peças Filatélicas- -Material Filatélico- -Mercado Virtual- -Bibliografia- -Aceita um cafezinho?- -Contato- -Home-

19 de dezembro de 2013


Buriti: Importância, Beleza e Utilidade

Buriti: Importância, Beleza e Utilidade
Carimbo comemorativo
Imagem provisória
--------------------------------------------------------------
SOBRE O BLOCO

O bloco apresenta em 2 selos a paisagem típica do cerrado brasileiro, de áreas alagadas com buritizais, terra plana e céu aberto. Há, também, imagens do capim dourado, da mata ciliar e de sertanejos. A parte superior foi ilustrada com produtos artesanais e industrializados tais como: cestas e chapéus trançados, cremes, pomadas e sabonetes, além do doce de buriti e o óleo, ambos utilizados na culinária. O primeiro selo traz a copa da palmeira buriti (Mauritia flexuosa L.f.), com folhas grandes e exuberantes, cachos e, em destaque, um fruto com desenhos geométricos em sua casca, que lembram “escamas”. No segundo selo, constam a formação do buritizal e a revoada de araras, que se alimentam dos frutos do buriti. A técnica empregada foi desenho com lápis de cor sobre papel.

DETALHES TÉCNICOS

Edital nº 22 Artista: Anderson Moreira Lima Colaboração: IBAMA/MMA Processo de Impressão: Ofsete Bloco com 02 selos Papel: Cuchê gomado Valor facial: R$2,45 cada selo Tiragem: 150.000 blocos Área de desenho: 38mm x 38mm Dimensões do selo: 38mm x 38mm Dimensão do bloco: 70mm x 110mm Picotagem: 11,5 x 11,5 Data de emissão: 19.12.2013 Locais de lançamento: São Luís/MA, Belém/PA, Boa Vista/RR, Palmas/TO e Porto Velho/RO Impressão: Casa da Moeda do Brasil Prazo de comercialização pela ECT: até 31 de dezembro de 2016 (este prazo não será considerado quando o selo/bloco for comercializado como parte integrante das coleções anuais, cartelas temáticas ou quando destinado para fins de elaboração de material promocional). Versão: Departamento de Filatelia e

--------------------------------------------------------------
Texto descritivo do Edital
Buriti: Importância, beleza e Utilidade

Buriti é o termo popular mais usual para se denominar, indistintamente, as plantas da espécie Mauritia flexuosa L. f., pertencentes à família vegetal Palmae , também designada Arecaceae. Esta palmeira recebe outros nomes regionais comuns, alguns resultantes de derivações grafo-fonéticas de buriti, como coqueiro-buriti, miriti (no PA), boriti, moriti, muriti, caradá-quaçu, palmeira-dos-brejos e outros de uso menos corriqueiro.

As populações naturais de buriti, chamados buritizais, ocorrem majoritariamente no bioma cerrado, sobretudo em baixios temporária ou permanentemente alagados (brejos), e convivem com várias outras espécies vegetais. Dotada de folhas persistentes, emerge e se desenvolve a pleno sol e se adapta a locais úmidos. A área de ocorrência natural do buriti abrange, principalmente, os estados do AM, PA, MA, PI, TO, BA, MG, GO e SP.

A altura das plantas adultas varia de 15 a 25 m, raramente chegam a cerca de 35 m. Um indivíduo maduro possui o tronco com diâmetro de 30 a 50 cm, que sustenta de 10 a 20 folhas, cada uma com comprimento de 3 a 5 m e largura de 2 a 3 m. Por ano, uma planta adulta produz, em média, 3 folhas.

As épocas de floração e frutificação variam com a região, normalmente de dezembro a abril e a frutificação de outubro a fevereiro. Os frutos amadurecem de dezembro a junho e capivaras, cutias, pacas, antas e araras alimentam-se deles. Agrupados em cachos de comprimento de 2 a 3 m, em número médio de 4 por planta, os frutos, do tipo drupa, são esféricos ou ovalados, pesam de 15 a 20 g e revestem-se externamente de escamas brilhosas de coloração variando do castanho ao avermelhado. A polpa, alaranjada, abriga de 1 a 2 sementes amendoadas comestíveis.

Os frutos são coletados nas árvores ou no chão, tão logo começam a cair espontaneamente. Caso se deseje armazená-los ou remetê-los para outros locais, é conveniente despolpá-los. Deve-se atentar para a redução do poder germinativo com o passar dos dias, sobretudo quando é mais longo o tempo requerido para o seu transporte e armazenagem.

A produção de mudas se inicia com a colocação dos frutos, ou das sementes retiradas da polpa, em recipientes individuais de germinação ordenadamente reunidos em ambiente sombreado. A emergência ocorre de 3 a 5 dias após a semeadura.

As diferentes partes da planta do buriti têm diversificado aproveitamento comercial, de subsistência e estético. Os frutos são de largo uso culinário, nutritivo, medicinal e industrial. Da polpa, rica em vitamina C, são preparados sucos, doces, sorvetes e licores, assim como aromatizantes de produtos cosméticos. Das sementes extrai-se óleo de cozinha, medicinal (analgésico, esfoliante, cicatrizante e vermífugo) e industrial, como no envernizamento de couros e peles e no fabrico de protetores solares, que absorvem radiações ultravioletas. O consumo do palmito do buriti encontra boa aceitação.

Ainda que pouco durável, sua madeira é usada na montagem de estruturas rurais rústicas, como mourões de cercamento. Do tronco são feitas canoas em certas comunidades tradicionais. Das fibras das folhas são obtidos artigos artesanais como bolsas, chapéus, vasos, cestos, tapetes, toalhas de mesa, brinquedos e bijuterias. Leves e belas peças de mobília podem ser fabricadas com os talos das folhas. Em razão de seu apelo ornamental, é crescente o uso de plantas de buriti em grandes projetos paisagísticos e de jardinagem urbanos.

Esse múltiplo emprego de Mauritia flexuosa L. f. é frequente entre as populações rurais do Norte e do Nordeste, daí o seu relevo econômico e histórico-cultural para aquelas Regiões.

O buriti é, ainda, permanente fonte de inspiração para poetas, músicos e literatos do País desde longa data, integrando a galeria dos símbolos nacionais.

Por meio desta emissão, os Correios retratam o buriti, palmeira que transcende sua utilidade econômica, por ser uma espécie bastante estimada por sua beleza e importância no ecossistema brasileiro.

Marcelo Augusto Monteiro Ferraz
Analista Ambiental/IBAMA/DbFLO/CGAUF/COUSF
--------------------------------------------------------------
Veja a íntegra do Edital (Arquivo .pdf)

Edital 22 - 2013
Buriti: Importância, Beleza e Utilidade
--------------------------------------------------------------
Alguns dos temas ilustrados pelas peças

O bloco ilustra: Buriti, palmeiras, flora, meio ambiente, recursos naturais.

--------------------------------------------------------------
Peças Filatélicas

Serão preparadas várias peças filatélicas com base no bloco, nos selos do bloco, carimbo comemorativo, envelopes e cartões-postais.

--------------------------------------------------------------
Próxima Série: Clique no título.
Programação Filatélica 2014
Série Anterior: Clique no título.
21 - Série Relações Diplomáticas: Brasil-Quênia
Voltar para o Indice do Album 2013
Desenvolvimento: João Alberto Correia da Silva